21.5 C
Santo Antônio de Jesus
segunda-feira, 27 setembro, 2021

Castillo pede respeito à vontade popular no Peru; Keiko confia em vitória com impugnação de votos

spot_img
spot_img

O candidato de esquerda Pedro Castillo, que terminou à frente na eleição presidencial no Peru, fez um apelo na terça-feira (15) à noite ao tribunal eleitoral do país que respeite a vontade popular e anuncie uma decisão rápida sobre a impugnação de votos.

Candidato do partido Peru Livre, Castillo obteve 50,125% dos votos válidos, contra 49,875% de Keiko Fujimori, do Fuerza Popular — uma diferença de apenas 44.058 votos (0,25 ponto percentual).

Mas ele ainda não foi declarado vencedor porque pedidos de contestação de milhares de votos e centenas de atas das assembleias de voto continuam pendentes.

“Peço às autoridades eleitorais que, de uma vez por todas, deixemos de prolongar e deixar o povo peruano em sofrimento — e que se respeite a vontade popular deste país”, afirmou Castillo a milhares de seguidores durante um comício em Lima, após o anúncio da apuração final das urnas. 

Candidata derrotada pela terceira vez seguida em uma eleição presidencial, Keiko Fujimori impugnou e pediu a anulação de quase 200 mil votos e disse ainda ter esperança de reverter o resultado.

“Não nos deixemos confundir. Hoje saiu o resultado da apuração do Onpe [órgão eleitoral peruano], mas falta o mais importante, que é a avaliação das atas pendentes que o Júri Nacional de Eleições [JNE] tem que resolver”, afirmou Keiko diante de milhares de apoiadores em frente à sede do seu partido, também em Lima.

“Confiamos nos órgãos eleitorais e, acima de tudo, na vontade popular, e sabemos que, quando analisarem essas irregularidades, o mais provável é que concordem conosco”, afirmou Keiko, que é filha de Alberto Fujimori, ex-ditador peruano que está preso.
G1
Foto: Martin Mejia/AP
spot_img
spot_img

Leia Também

spot_img

Leia Mais

spot_img

Deixe uma resposta