19.7 C
Santo Antônio de Jesus
domingo, 20 junho, 2021

Alemanha reconhece que cometeu genocídio na Namíbia

Alemanha reconheceu pela primeira vez que cometeu um genocídio contra as populações das etnias hereros e namas da Namíbia no início do século XX, durante o período colonial. As autoridades do país africano afirmaram que a Alemanha deu um “passo na direção correta”.

“Do ponto de vista atual, hoje qualificaremos estes acontecimentos como o que são: um genocídio”, declarou o ministro alemão das Relações Exteriores, Heiko Maas, em um comunicado.

A Alemanha também anunciou que vai pagar ao país 1,1 bilhão de euros (R$ 7 bilhões) para ajudar no desenvolvimento e na reconstrução do país.

A quantia será paga ao longo de um período de 30 anos e deve beneficiar de maneira prioritária os descendentes das duas etnias. Do ponto de vista jurídico, não se trata de uma compensação, e este reconhecimento não abre caminho para uma “demanda legal de indenização”.

“A aceitação por parte da Alemanha de que um genocídio foi cometido é um primeiro passo na direção correta”, declarou Alfredo Hengari, porta-voz do presidente namibiano, Hage Geingob.

“É a base da segunda etapa, que consiste em pedir desculpas e prever uma reparação”, disse.

Nas próximas semanas, o presidente da Namíbia organizará encontros com autoridades das comunidades de hereros e namas, sobre as “modalidades de aplicação do que foi estabelecido com a Alemanha”, disse Hengari.

O anúncio é resultado de cinco anos de negociações entre os dois países.

G1

Foto: Divulgação/Arquivos nacionais da Namíbia / AFP

spot_img
spot_img

Leia Também

spot_img

Leia Mais

spot_img

Deixe uma resposta