21.5 C
Santo Antônio de Jesus
segunda-feira, 27 setembro, 2021

STF aponta operações atípicas ligadas ao ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles

spot_img
spot_img

Na decisão para realizar a operação nesta quarta-feira (19) que mira o ministro Ricardo Salles, o ministro Alexandre de Moraes fez menção a um relatório de inteligência financeira do Coaf (Conselho de Controle das Atividades Financeiras) que identificou “movimentação extremamente atípica envolvendo o escritório” do qual o titular do Meio Ambiente é sócio e disse que a informação requer “maiores aprofundamentos”.

A determinação autorizou buscas e quebrou o sigilo fiscal e bancário de Salles, que foi alvo de uma operação da Polícia Federal contra exportação ilegal de madeira para Estados Unidos e Europa, deflagrada nesta quarta.

As transações atípicas, segundo descreveu Moraes na decisão, ocorreram no período compreendido entre janeiro de 2012 e junho de 2020. “Sendo assim, tenho por atendidos os pressupostos necessários ao excepcional afastamento da garantia constitucional dos sigilos bancário e fiscal”, afirmou o ministro do Supremo.

Metro1

Foto: Divulgação

spot_img
spot_img

Leia Também

spot_img

Leia Mais

spot_img

Deixe uma resposta