23.7 C
Santo Antônio de Jesus
domingo, 19 setembro, 2021

Com ‘aperto’ do MEC, Ufba estima atraso de bolsas para alunos já no próximo mês

spot_img
spot_img

A Pró-Reitora de Ações Afirmativas da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Cassia Bastos, afirmou nesta quarta-feira (12) que, a partir do próximo mês, alguns dos alunos que dependem da assistência estudantil podem ficar sem receber o auxílio, uma vez que o orçamento para o segundo semestre ainda não foi liberado pelo governo federal. De acordo com ela, parte dos alunos que já têm o direito de receber a bolsa precisariam esperar até a liberação do recurso.

No momento, mais de 4.664 alunos já tiveram as bolsas reduzidas por causa dos cortes no primeiro semestre. Segundo a pró-reitora, só no setor de assistência estudantil houve perda de mais de R$ 7 milhões no orçamento. “Como o restaurante universitário está fechado, a gente faz uma bolsa de R$ 400 só para alimentação. Esse valor precisou ser reduzido para R$ 200 para uma boa parte dos estudantes, porque o governo federal não disponibilizou recursos”, explica.

Cassia afirma que o resultado direto desse cenário é uma evasão dos alunos que entram por ações afirmativas na universidade. “A nossa luta nesse momento é pelas ações afirmativas, porque a reserva de vagas para as classes populares na universidade é mantida pela assistência estudantil”, afirma.

O governo federal reduziu o orçamento do Ministério da Educação (MEC) destinado às universidades públicas federais em 2021. Esse corte dos recursos afeta diretamente o funcionamento da Ufba, principalmente nas assistências estudantis.

Metro1

Foto: Divulgação

spot_img
spot_img

Leia Também

spot_img

Leia Mais

spot_img

Deixe uma resposta